MENU

Blog

extrema

Extrema ultrapassa Pouso Alegre e agora tem o maior PIB do Sul de MG, aponta IBGE

O município de Extrema (MG) ultrapassou Pouso Alegre e agora tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) do Sul de Minas. Os dados, divulgados pelo IBGE na semana passada, são referentes ao ano de 2017.

O PIB de Extrema agora é de R$ 7,530 bilhões, enquanto o de Pouso Alegre é de R$ 7,388 bilhões. No ano passado, o IBGE já havia divulgado que o município de 36 mil habitantes havia ultrapassado Poços de Caldas e assumido a segunda colocação na região.

De 2016 para 2017, Extrema apresentou crescimento de 21,8% em seu PIB, que passou de R$ 6,179 bilhões para R$ 7.530 bi. Já Pouso Alegre, que antes era a primeira colocada, teve crescimento de 8,3% em seu PIB, passando de R$ 6,819 bi para R$ 7,388 bilhões.

Com o 4º maior PIB da região, Varginha também apresentou crescimento significativo, de 21,4%, passando de R$ 4,482 bilhões em 2016 para R$ 5,443 bi em 2017.

Os 5 maiores PIBs do Sul de Minas:
Extrema – R$ 7.530 bi (+21,8%)
Pouso Alegre – R$ 7.388 bi (+8,3%)
Poços de Caldas – R$ 6.366 bi (+4%)
Varginha – R$ 5.443 bi (+21,4%)
Itajubá – R$ 3.011 bi (+13,8%)

Desenvolvimento
O desenvolvimento industrial nos últimos 30 anos é apontado pela prefeitura como principal fator para o crescimento no município. Já nos últimos anos, a cidade focou na atração de empresas de comércio eletrônico. Hoje a cidade já responde por 12,5% do comércio eletrônico nacional.

Atualmente Extrema tem indústrias divididas em 14 setores diferentes. Entre eles, o chocolateiro, responsável pela 4ª maior produção de chocolates do Brasil e o de e-commerce, que já responde por 12,5% de todas as compras online do país.

Índice Firjan
No mês passado, o município foi pelo terceiro ano consecutivo o melhor avaliado no Índice Firjan de Gestão Fiscal, elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, que avalia a gestão de recursos das prefeituras do país.

A cidade foi a melhor avaliada em Minas Gerais e ficou com a 8ª melhor colocação do Brasil. Extrema tirou nota máxima em autonomia, em investimentos e liquidez. Dos quatro quesitos avaliados, o município só não tirou nota máxima do item “Gastos com pessoal”.

CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on Pinterest
CURTA NOSSO FACEBOOK
SUA MARCA NA RÁDIO VIVA
FALE COM A RÁDIO PELO VIVA ZAP
Whatsapp Rádio VIVA FM (35) 9 9807-2857

(35) 9 9807-2857